Violão - Prof. Charles 

O Curso de Violão, ministrado pelo prof. Charles Peres, tem como público jovens, adultos e idosos,  iniciantes, ou com experiência no estudo do violão. Os estudantes contam com um plano de estudos personalizado que se adequa aos seus objetivos e conhecimentos prévios.  As aulas tem duração de 50min. por semana e acontecem nas segundas à tarde ou à noite. Disponibilizamos instrumento nas aulas. Porém, será importante que o estudante tenha seu instrumento em casa para praticar fora do horário das aulas. 

CURSO VIOLÃO INSTRUMENTAL

Introdução

- O violão é utilizado de diversas maneiras em diversas culturas musicais pelo mundo, o que mostra o valor e a versatilidade do instrumento. Tanto na música erudita como na música popular, através da história e da literatura musical, podemos aprender diversas técnicas e maneiras de fazer o violão soar, como vem sendo feito na mão de grandes mestres. Além de ser um instrumento que pode assumir a característica de solista ou acompanhador, também nos dá a possibilidade de compor por ser um instrumento harmônico, o que nos dá o compromisso de saber lidar com as suas técnicas e possibilidades para o nosso maior desenvolvimento musical.

Objetivo

- Oferecer ferramentas básicas da cultura do violão para que o estudante possa descobrir seus caminhos como músico e instrumentista.

Público alvo

- iniciantes ou que alunos possuam experiência com violão e desejam ampliar seu repertório de possibilidades no instrumento.

Conteúdos:

  • -  Técnica Básica
    Saber encontrar as notas musicais no violão e na pauta é de extrema

    importância para o desenvolvimento e a prática musical, nos possibilitando um tocar com consciência do que se faz. Técnicas básicas como posição de mão esquerda e direita, como usar o polegar, pizzicato.

  • -  Acordes, Arpejos e Escalas
    Depois de ter conhecimento sobre o instrumento em si, é interessante

    que se entenda como se dá a construção dos acordes e escalas no nosso instrumento, posições e mapeamentos das notas no braço do violão, a fim de facilitar a interpretação musical através desses elementos.

  • -  Violão Acompanhador
    De todas as funções do violão, a função de acompanhador é a mais

    comum e talvez a mais importante. Um bom acompanhamento exige um grande conhecimento do instrumento, tanto na execução das levadas na mão direita como no mapeamento do braço do instrumento na mão esquerda. Ter propriedade nas levadas e rítmicas é extremamente enriquecedor musicalmente falando.

  • -  Violão Melódico
    Apesar de melodicamente o violão não ter uma grande projeção

    sonora, o que talvez justifique ele não assumir tanto essa posição na música, usar o violão como “cantor” das melodias é extremamente interessante. Além disso, o improviso e a composição estão extremamente ligados à ideia da melodia e são muito valorizados em expressões musicais como o jazz, por exemplo.

  • -  Violão Solista

    Através da literatura do violão, principalmente o violão brasileiro, é possível construir um repertório onde o violão apresenta todas as vozes, baixos, harmonia e melodia, nos possibilitando entender melhor a maneira que as músicas são construídas para o nosso instrumento. Além disso, é possível criar novos arranjos para músicas que não foram necessariamente compostas para o violão, o chamado chord melody, sintetizando a ideia de divisão de vozes usadas pelos grandes mestres.

CURSO VIOLÃO ACOMPANHADOR

Objetivo Geral

De todas as funções do violão, a função de acompanhador é a mais comum e provavelmente a mais importante. Um bom acompanhamento exige um grande conhecimento do instrumento, tanto na execução das levadas e ritmos na mão direita como no mapeamento do braço do instrumento na mão esquerda. Ter propriedade nas levadas rítmicas é extremamente enriquecedor musicalmente falando, fazendo com que o músico seja capaz de perceber as características específicas de cada estilo para poder reproduzir no instrumento.

Objetivos Específicos

Aprimorar as técnicas de mão direita, trabalhar a percepção rítmica, desenvolver uma escuta ativa e atenta através da apreciação musical, pesquisa em diferentes expressões musicais.

Conteúdos

Percepção rítmica, apreciação musical, ritmos e expressões musicais diversas, criação de repertório, compassos musicais e células rítmicas, prática de conjunto.

Metodologia

Através da apreciação musical, buscar referências nas diversas expressões musicais como o Rock, Blues, POP, Reggae, Jazz e a vasta riqueza musical que temos no Brasil, desenvolvendo um olhar atento para as diferentes maneiras de desenvolver a seção rítmica do nosso instrumento através de músicas clássicas que ficaram consagradas por grandes artistas, construindo um repertório de estudo que passeia por diferentes vertentes musicais.

Avaliação

Observar o entendimento e internalização dos tópicos e conceitos abordados em aula. Não haverá avaliação por conceito.

Materiais Mínimos

Violão individual de cada aluno, banco, estantes de partitura, impressora para imprimir material didático, caixa de som para apreciação musical

Período de Aulas

Todas as segundas feiras, turmas às 13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h, com uma aula de 50 minutos por semana, cada turma. Início em 14 de Novembro de 2022 ao dia 19 de Dezembro, com possibilidade de apresentação nas semanas finais de Dezembro de acordo com desenvolvimento do grupo.

Pré-requisito:

Pessoas que já tenham um desenvolvimento mínimo no violão, com conhecimento sobre os acordes básicos no instrumento

Faixa Etária:

A partir dos 15 anos

Observações

Mínimo de 2 participantes Máximo de 6 participantes

CURSO LEVADAS BRASILEIRAS NO VIOLÃO I

Introdução

- O violão, desde suas origens, é um instrumento de extrema importância para a cultura da música popular brasileira, sendo protagonista em diversas expressões musicais que se desenvolveram no país. Através dele, o violão, podemos reproduzir diversos ritmos que fazem parte da nossa cultura musical e, consequentemente, acaba trazendo um pouco da história do nosso país e da região de onde determinado ritmo/levada foi concebido. Deter esse conhecimento, saber fazer as levadas com propriedade, é também conhecer e manter viva um pedaço da nossa história.

Objetivo

- Fazer um pequeno apanhado sobre determinadas expressões musicais brasileiras e sua maneira de ser tocada ao violão, tendo como base grandes músicas deixadas por nomes consagrados da nossa literatura musical.

Público alvo

- Violonistas que queiram aumentar seu repertório de levadas de mão direita, estudantes de música

 

Tópicos

  • -  Choro

    A exata origem do termo choro, como estilo e também como forma musical, é bastante confusa e se perde um pouco na própria história da música popular brasileira. A explicação mais coerente parece ser a do historiador Vasco Mariz que diz que choro é uma derivação da palavra ‘cholo’ que já significou, na história da música brasileira, um grupo de músicos populares que animavam festas familiares. Esse grupo era formado basicamente por flauta,violão e cavaquinho e tocava os ritmos em voga no final do século XIX e início do século XX: polcas, schottishes, mazurkas e valsas

  • -  Bossa
    Bossa-Nova é também uma condução rítmica de samba mas com

    asinflexões e síncopes trocadas. É como se aqueles compositores e violonistas da Zona Sul do Rio de Janeiro, que ainda não freqüentavam os velhos redutos do samba, tivessem se confundido e misturado o samba tradicional com o samba-canção e seu ‘bolerismo’. Resultou que muitas canções que foram compostas baseadas nessa fórmula rítmica, se consagraram e, com isso, consagraram a ‘batida’.

  • -  Samba
    Na segunda metade do século XVIII, um grande contingente de negros

    migrou da Bahia para o Rio de Janeiro e se fixou na região das docas, Cidade Nova e Morro da Conceição. Esses negros da Bahia trouxeram um ritmo sincopado que, somado aos ritmos e danças populares da Europa, como a schottish, a polca, a mazurca e a valsa, deram origem ao samba carnavalesco de hoje com seus figurinos típicos e personagens característicos.

  • Partido Alto: O partido-alto teve sua origem no ritmo africano do batuque e os

partideiros tradicionais dizem que esse ritmo já sofreu muitas modificações ao longo do tempo. O antigo partido alto era mais próximo do jongo e do caxambu, onde o ritmo era tirado dos tambores e atabaques, ao contrário do partido-alto atual que tem seu desenho rítmico característico feito no pandeiro.

CURSO LEVADAS BRASILEIRAS II 

Introdução

- O violão, desde suas origens, é um instrumento de extrema importância para a cultura da música popular brasileira, sendo protagonista em diversas expressões musicais que se desenvolveram no país. Através dele, o violão, podemos reproduzir diversos ritmos que fazem parte da nossa cultura musical e, consequentemente, acaba trazendo um pouco da história do nosso país e da região de onde determinado ritmo/levada foi concebido. Deter esse conhecimento, saber fazer as levadas com propriedade, é também conhecer e manter viva um pedaço da nossa história.

 

Objetivo

- Fazer um pequeno apanhado sobre determinadas expressões musicais brasileiras e sua maneira de ser tocada ao violão, tendo como base grandes músicas deixadas por nomes consagrados da nossa literatura musical

 

Público alvo

- Violonistas que queiram aumentar seu repertório de levadas de mão direita, estudantes de música

 

Tópicos

  • -  Baião

    O baião é um dos ritmos mais populares do universo rítmico brasileiro e, com certeza, o mais difundido na região Nordeste do país. A origem do nome baião, como a de muitos outros ritmos brasileiros, está na mistura de diferentes expressões culturais que sempre povoaram o Brasil de norte a sul. A estética criada por Gonzagão é uma das mais belas e profundas expressões brasileiras.

  • -  Xote
    O xote é hoje um ritmo muito conhecido no Brasil graças à expansão

    do forró. É bom lembrar que o forró não é um ritmo e sim a denominação dada a um tipo de baile popular conhecido antigamente como ‘forrobodó’. No forró (leia-se baile) tradicional os ritmos mais tocados são o baião, o coco e, é claro, o xote. O xote é um ritmo mais lento e sempre dançado com os pares enlaçados. Sua origem está na ‘escocesa’ (schottish) e a palavra ‘xote’ surgiu como uma corruptela do nome original dessa dança.

  • -  Maracatu
    O maracatu é uma manifestação cultural típica do estado de

    Pernambuco onde nasceu. É tida como uma expressão cem por cento brasileira já que nada que a ele se assemelhe é encontrado na África. Entretanto, sob vários aspectos, a influência africana é nítida e o exemplo disso reside no fato de que os adeptos do ‘maracatu-nação’ são, em geral, devotos dos cultos da linha Nagô.

  • Ijexá - O Ijexá é um ritmo tocado para a reverência aos Orixás do

Candomblé, religião afro brasileira que tem por base a força da Natureza. O Candomblé, embora originalmente restrito à população de escravos, é hoje uma das principais religiões do Brasil seja por sua importância sócio-cultural, seja pelo grande número de seus seguidores. Mesmo tendo sido criminalizado e perseguido pelo poder público e pela Igreja Católica desde o seu surgimento, o Candomblé se firmou ao longo dos quatrocentos anos de sua existência, especialmente a partir da abolição da escravatura em 1888. Atualmente, o Candomblé é a principal religião afro-brasileira e o Ijexá resiste como o ritmo que o embala.

PLANOS:

GRUPO SEMANAL  (2-6 estudantes  - 4 aulas/mês - 50min.  cada)  

- R$250,00 (valor mensal)

QUINZENAL INDIVIDUAL (2 aulas/mensais - 50min.  quinzenalmente) - pode ser presencial, online ou híbrido.

- R$250,00 (valor mensal) 

INDIVIDUAL SEMANAL (4 aulas/mês -50min.  semanal) - Pode ser presencial, online ou híbrida. 

- R$380,00 (valor mensal)

Regras Gerais:

  • Faça sua inscrição via WhatsApp: +55(48)99117-4545;

  • Não há taxa de matrícula;

  • Aulas apenas por agendamento, conforme disponibilidade.

  • Não oferecemos aulas experimentais;

  • O pagamento da mensalidade das aulas é adiantado na primeira aula, via Pix, transferência, depósito, ou boleto bancário, e terá vencimento até o 5º dia útil de cada mês. Caso o estudante tenha ingressado fora desse período, poderá pagar apenas o proporcional às aulas realizadas no mês letivo correspondente. 

  • enviar o comprovante de pagamento para o  WhatsApp: +55(48)99117-4545.

  • A remarcação/reposição de aulas pode ser feita quando combinada 24h antes da aula, nesse caso, as aulas podem ser antecipadas ou repostas.